domingo, 26 de dezembro de 2010

Tomara



Tomara que você volte depressa
Que você não se despeça
Nunca mais do meu carinho
E chore, se arrependa e pense muito
Que é melhor se sofrer junto
Que viver feliz sozinho
Tomara que a tristeza te convença
Que a saudade não compensa
E que a ausência não dá paz
E o verdadeiro amor de quem se ama
Tece a mesma antiga trama que não se desfaz
E a coisa mais divina que há no mundo
É viver cada segundo como nunca mais.

Vinícius de Moraes

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Sempre há uma razão.

Chega um ponto na sua vida que você percebe quem importa quem nunca importou quem não importa mais, e quem sempre se importará com você. Então não se preocupe com as pessoas de seu passado: tem uma razão a qual elas não chegaram ao seu futuro.

Eu amo até os seus defeitos. Os seus jeitos, os seus gostos, o seu cheiro, suas caras e bocas, amo cada detalhe seu, simplesmente por ser seu.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Se você não tem fé, você não tem nada


Sentada na areia da praia, a brisa da maré sopra em meu rosto me fazendo ter a sensação de liberdade que eu já não tinha a tempos - mas veja bem, é liberdade emocional, daquelas que você se desprende de um sentimento um tanto quanto desajeitado e dolorido. É, passei tanto tempo atenta aos seus passos, me perdi tanto na tentativa fracassada de te trazer de volta, mas algo me impediu de ver que já não tínhamos mais caminhos juntos, desde aquele fim de tarde num sábado frio e chuvoso, o frio daquele dia encheu minha vida e memória de lágrimas, o jeito como nossas mãos se desprenderam uma da outra fez com que planos se desmoronassem, fez com que nós nos perdêssemos num caminho ainda desconhecido, caminho  estranho esse que se dá voltas e voltas e você se encontra no mesmo lugar, imóvel, cansado de procuras intermináveis e entre altos e baixos você nota que a coisa que te fazia suspirar de felicidade, agora faz seus suspiros serem de dor, daqueles que se solta na tentativa de não se sufocar com o próprio coração, estranho isso não?! Mas são essas coisas doloridas que nos fazem crescer, parar de ser minúsculo e ser do tamanho certo, aprender a ser mais alegre. Veja bem, a vida é um brilhante que reluz  a quilômetros e às vezes ofuscamos o brilho dela sem notar, se na sequência perdemos o brilho também, brilho esse tão bonito. Só quem tem a força de dentro e uma fé inabalável é capaz de brilhar novamente, a luz do fim do túnel é sempre maior e mais encantadora, ela te dá mais vontade de viver, de ser feliz, afinal se você não tem fé, você não tem nada.

autora: Viviane Oliveira

quarta-feira, 22 de setembro de 2010


                                                              És menina
                                                              És bela
                                                              És flor

                                                              És mulher
                                                              És furação
                                                              És fervor.

                                                    Viviane Oliveira

segunda-feira, 20 de setembro de 2010


É tudo tão cinza, o ar tenta sair puro dos pulmões, mas algo lhe sufoca numa ardência fortemente destrutiva. Ele ouve do décimo andar as buzinas dos carros e logo vê aquela fumaça branda de um dia chuvoso de inverno pairando sobre  a cidade. Os motivos natalinos já não possuem mais cores...Não para ele!
É tudo tão ríspido, sem vida, sem alegria. Do  apartamento apenas os ruídos o  inquietam e detonam.
A calmaria dos dias chega lhe dar ânsia, quase não a suporta!
Logo toma o seu café e relaxa no sofá, a TV já nem liga mais, acho que até mesmo ela se cansou de tanta solidão. Acende seu amargo cigarro e nota que as horas passam lentas, como se nada mais o importasse, não que tenha ficado mais frio, é que as dores latejam mais pelo simples fato de olhar o mundo lá fora e perceber o rancor e a falsidade escondidos debaixo de olhares cínicos e sarcásticos esperando toda e qualquer oportunidade para poder abocanhar a próxima vítima. Não que todos sejam assim, ainda há quem acredite no amor.
Ele só não crê em quem dilacera corações transbordando, na sede de amar por vingança!


(Viviane Oliveira)






"Vem, antes que eu me vá, antes que seja tarde demais. Vem, que eu não tenho ninguém e te quero junto a mim. Vem, que eu te ensinarei a voar e a segurar nas crinas de meu cavalo branco. Vem, que tomaremos banho na chuva, desafiaremos o vento e venceremos o tempo. Vem, que o frio será tão grande, não sentirás mais dores, não sentirás mais nenhum mal. Vem, que eu te quero junto a mim." 
(O Limite Branco- Caio Fernando Abreu)

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Para Sempre Caio




Descobri uma paixão, um amor inexplicavelmente gigante, daquelas que transborda no peito e faz reagir o coração. Ele parece me conhecer tanto, decifra meus sentimentos mais profundos, minhas angustias tão doloridas daquelas que sufoca o corpo e a alma.
É um amor diferente, desses que vem e a gente não sente, chega de repente e faz nascer uma nova mulher. Ele tem me feito mais tranquila e compreensiva, sua ausência (infelizmente) tem me feito dar mais valor a ele, me feito respirar mais fundo, talvez numa forma estranha de sentir sua presença perto de mim, acalenta tanto meus dias com suas palavras. Esse jeito misterioso, esse olhar vago escondem milhares de sentimentos,
Revelados nas mais belas e doces palavras, eu sei!
E é por eles que eu me apaixono mais e mais a cada dia. É minha eterna paixão: Caio Fernando de Abreu eu sei você me entenderia ou talvez me entenda, de alguma forma aí de cima eu sei você olha por nós. Obrigada por fazer mais tranquila a vida de cada um de seus admiradores.

Créditos: Viviane Oliveira

terça-feira, 7 de setembro de 2010





'(...) Tudo isso dói. Mas eu sei que passa que se está sendo assim é porque deve ser assim, e virá outro ciclo, depois. Para me dar força, escrevi no espelho do meu quarto: 'ta certo que o sonho acabou, mas também não precisa virar pesadelo, não é?' È o que estou tentando vivenciar. Certo, muitas ilusões dançaram - mas eu me recuso a descrer absolutamente de tudo, eu faço força para manter algumas esperanças acesas, como velas. Também não quero dramatizar e fazer dos problemas reais monstros insolúveis, becos-sem-saída. Nada é muito terrível. Só viver, não é? A barra mesmo é ter que estar vivo e ter que desdobrar, batalhar um jeito qualquer de ficar numa boa. O meu tem sido olhar pra dentro, devagar, ter muito cuidado com cada palavra, com cada movimento, com cada coisa que me ligue ao de fora. Até que os dois ritmos naturalmente se encaixem outra vez e passem a fluir. Porque não estou fluindo. 
                                                             Caio Fernando Abreu







''...transmite uma sensação estranha, de uma sabedoria e uma amargura impressionantes. É lenta e quase não fala. Tem olhos hipnóticos, quase diabólicos. E a gente sente que ela não espera mais nada de nada nem de ninguém, que está absolutamente sozinha e numa altura tal que ninguém jamais conseguiria alcançá-la. Muita gente deve achá-la antipaticíssima, mas eu achei linda, profunda, estranha, perigosa. É impossível sentir-se à vontade perto dela, não porque sua presença seja desagradável, mas porque a gente pressente que ela estará sempre sabendo exatamente o que se passa ao seu redor. ''
Carta - Caio Fernando Abreu sobre Clarice Lispector


Entenda bem: Não me veja tentando reatar uma história de amor já bastante espatifada. Acontece que, com ou sem cama, gosto profundamente de você. (...) Não é afastando as pessoas que te amam - como eu, por exemplo - que você vai se sentir melhor. Entenda que eu quero estar com você, do seu lado, sabendo o que acontece. De repente me passa pela cabeça que a minha presença ou a minha insistência pode talvez irritá-lo. Então, desculpa não insistirei mais. (...) Eu queria dizer que eu estava com você, e a menos que você não me suporte mais, continuaria te procurando e querendo saber coisas. Bobagens? Pois é, se quiser ria como você costuma rir para se defender. Não estou me defendendo de nada. Estou perguntando a você se permite que eu tenha carinho por você, seu idiota. Mas estou aqui, continuo aqui não sei até quando, e quando se você quiser, precisar dê um toque. Te quero imensamente bem, fico pensando se dizendo assim, quem sabe, de repente, você acredita. Acredite.
Caio Fernando Abreu


''Não quero saber de medo, paciência, tempo que vai chegar. Não negue, apareça. Seja forte. Porque é preciso coragem para se arriscar num futuro incerto. Não posso esperar. Tenho tudo pronto dentro de mim e uma alma que só sabe viver presentes. Sem esperas, sem amarras, sem receios, sem cobertas, sem sentido, sem passados. É preciso que você venha nesse exato momento. Abandone os antes. Chame do que quiser. Mas venha. Quero dividir meus erros, loucuras, beijos, chocolates... Apague minhas interrogações. Por que estamos tão perto e tão longe?
                                                                     (Caio Fernando Abreu) 


E eu choro e ouço todos dizendo passa, que vai passar. Mas esse é o problema, não quero que passe. Quero ser tua, quero que você seja meu. Quero poder sempre te amar e ouvir o quanto sou amada, quero poder acordar com você me enchendo de beijo ou simplesmente acordar pra ver o quanto é lindo você dormindo. Mas do meu lado, eu quero você do meu lado. Será que ninguém entende? Tudo bem, sou bonita, legal, simpática e tem até uns carinhas legais me procurando por aí, mas nenhum deles sequer tem a capacidade de se parecer um pouquinho com você. Nenhum deles lembra seu jeito doce de encarar a vida e de me acalmar um dia antes daquela entrevista chata de emprego. Nenhum deles me faz rir como você faz. Agora vocês me entendem? Agora sabem por que eu choro? Porque não quero que passe. Eu quero poder acreditar que aquela sua jura de amor eterno é verdadeira.
Que eu não perca a capacidade de amar, de ver, de sentir.
Que eu continue alerta. Que se necessário, eu possa ter novamente o impulso do vôo no momento exato. Que eu não me perca, que eu não me fira que não me firam que eu não fira ninguém. Livra-me dos poços e dos becos de mim, Senhor. Que meus olhos saibam continuar se alargando sempre.
                                                            
                                                                        (Caio Fernando Abreu.)

A beleza e uma mulher



Para ter lábios atraentes, diga palavras doces.
Para ter olhares belos, procure ver o lado bom das pessoas.
Para ter cabelos bonitos, deixe uma criança passar os dedos pelo menos uma vez por dia.
Para ter boa postura, caminhe com a certeza de que nunca andará sozinha.
Pessoas são muito mais que coisas, devem ser restauradas, revividas, resgatadas e redimidas, jamais jogue alguém fora.
Lembre-se que, se alguma vez precisar de uma mão amiga, você encontrará no final do seu abraço. Ao ficarmos velhos, descobrimos por que temos duas mãos, uma para ajudar a nós mesmo, a outra para ajudar o próximo.
A beleza de uma mulher não está nas roupas que veste, nem no corpo que carrega, ou na forma como penteia seu cabelo. A beleza de uma mulher deve ser vista nos seus olhos, por que esta é a porta para seu coração, o lugar onde o amor reside.
A beleza de uma mulher não esta na expressão facial, mas a verdadeira beleza de uma mulher esta refletida em sua alma. Está no carrinho que ela amorosamente dá, na paixão que ela mostra.
A beleza de uma mulher cresce com o passar dos tempos.
 
"Cuida-te quando fazes chorar uma mulher, pois Deus conta as suas lágrimas. A mulher foi feita da costela do homem, não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual, debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser AMADA”.

                                                          [William Shakespeare]



                       

sábado, 3 de julho de 2010

Recordações



Hoje por um momento eu fiz algo que não é de costume, abri minhas recordações,e foi ali passando página por página que eu percebi o valor da vida.
Foi um momento indescritível, eu pude sentir intensamente o calor das minhas amizades, mesmo não estando perto de alguns, sorri, eu chorei não de dor, mas, de alegria por notar o quanto eu sou querida por eles.
É estranho, embora maravilhoso olhar tudo aquilo e relembrar cada segundo vivido ao lado de cada um.
A vida nos disponibiliza caminhos, caminhos esses que você tem que escolher apenas um e seguir em frente aconselha-se não olhar para trás... Ignore este conselho, olhe para trás, vá sem culpa, relembre, reviva, sinta, comemore, agradeça por cada centésimo ao lado de quem se gosta. Vai valer a pena pode apostar.
Hoje eu sei o que é dar valor aos que caminham ao meu lado.
Daqui em diante não quero desperdiçar nem um segundo ao lado das pessoas quem amo!

sexta-feira, 2 de julho de 2010

terça-feira, 29 de junho de 2010

Querer te esconder dói me faz sofrer ainda mais. Só estou fingindo que tudo corre bem, que minha vida está feliz, ando depressa para fugir de você, mas minhas atitudes são em vão, suas marcas não vão sumir tão cedo, preciso me acostumar, mas não tenho conseguido. Você tem me deixado perdida em meio à multidão, sabia Sentimento? Porque você se expandiu tanto em meu coração?(...)

Quero voltar a ser como antes, me deixa sorrir sem esconder uma lágrima!
Eu sei já sei sobre você, já o conheço, já sei seu nome... Você se chama Amor.
E tu tens o poder de nos fazer enlouquecer de saudade, aa esses seus aliados!
Todos um dia te conhecerão, você me fez ficar generosamente feliz... É entendeu bem?Me FEZ !
Jurei pra mim que não iria te encontrar tão cedo assim, mas nosso encontro foi imprevisível.Tu me testou, e eu não medi as consequências, hoje queres me ensinar que: Amor que é amor dura, amor que é amor perdoa e resiste,acho que naquela história somente um amou de verdade,e quem dera esse alguém não ter sido eu.Mas, tinha que ser assim dessa forma? haha'
Você é mesmo um bandido que rouba corações.
Então já que anda tão difícil é melhor fazermos um contrato, você não me procura, e eu não fujo de você, um dia a gente se encontra e poderemos ser felizes.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

A FITA MÉTRICA DO AMOR

Como se mede uma pessoa? Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento. Ela é enorme pra você quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado. É pequena pra você quando só pensa em si mesmo, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade.
Uma pessoa é gigante pra você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto. É pequena quando desvia do assunto.
Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma. Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas: será ela que mudou ou será que o amor é traiçoeiro nas suas medições? Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande. Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.
É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações. Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma. O egoísmo unifica os insignificantes.

Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande. É a sua sensibilidade sem tamanho.



                                                                            (Martha Medeiros)

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Amor que é amor dura.

Amor que é amor dura a vida inteira. Se não durou nunca foi amor. O amor resiste à distância, ao silêncio das separações e até as traições. Sem perdão não há amor. Diga-me quem você mais perdoou na vida, então eu saberei dizer quem você mais amou. O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão. Você o percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz "Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem você. E eu não posso ser nem a metade do que eu sou se você não estivesse por perto", O amor nos possibilita enxergar lugares do nosso coração que sozinhos jamais poderíamos enxergar. O poeta soube traduzir bem quando disse "Se eu não te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. Se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração”.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Chorar

"Chorar por tudo que se perdeu, por tudo que apenas ameaçou e não chegou a ser, pelo que perdi de mim, pelo ontem morto, pelo hoje sujo, pelo amanhã que não existe, pelo muito que amei e não me amaram, pelo que tentei ser correto e não foram comigo. Meu coração sangra com uma dor que não consigo comunicar a ninguém, recuso todos os toques e ignoro todas tentativas de aproximação. Tenho vergonha de gritar que esta dor é só minha, de pedir que me deixem em paz e só com ela, como um cão com seu osso.

A única magia que existe é estarmos vivos e não entendermos nada disso. A única magia que existe é a nossa incompreensão."
                                                Caio Fernando Abreu
"Penso, com mágoa, que o relacionamento da gente sempre foi um tanto unilateral, sei lá, não quero ser injusto nem nada - apenas me ferem muito esses teus silêncios."

                                                                              (Caio Fernando Abreu)

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Água viva


E eis que sinto que em breve nos separaremos. Minha verdade espantada é que eu sempre estive só de ti e não sabia. Agora eu sei: sou só. Eu e minha liberdade que não sei usar. Grande responsabilidade da solidão.
Quem não é perdido não conhece a liberdade e não a ama.
Quanto a mim, assumo a minha solidão. Que ás vezes se extasia como diante de fogos de artifícios.
Sou só e tenho que viver uma certa glória íntima que na solidão pode se tornar dor. E a dor, silêncio.
Guardo o seu nome em segredo, preciso de segredos para viver.

                                                                                 (Clarice Lispector)
E "eu te amo" era uma farpa que não se podia tirar com uma pinça. Farpa incrustada na parte mais grossa da sola do pé."
                                                                      (Clarice Lispector)

Nas Tuas Mãos


"Habituamo-nos a tratar os amores como electrodomésticos: quando se escangalham, vamos ao supermercado comprar um novo, igualzinho ao que o outro era. Consertar? Não compensa: o arranjo sai caro, além de que nunca sabe muito bem procurar a peça que falta. Substituímos a eternidade pela repetição, e o mundo começou a tornar-se monótono como uma lição de solfejo. Tememos a maior das vertigens, que é a duração. Mas no fim de cada sucesso há um cemitério como o de Julieta e Romeu, apenas com a diferença da aura, que é afinal tudo.(...)"





                                                                  Trecho do livro : Nas Tuas Mãos, de Inês Pedrosa.

domingo, 30 de maio de 2010

Gostar é tão fácil que ningém aceita aprender



Talvez seja tão simples, tolo e natural que você nunca tenha parado para pensar:
aprenda a fazer bonito o seu amor. Ou fazer o seu amor ser ou ficar bonito.
Aprenda, apenas, a tão difícil arte de amar bonito.
Gostar é tão fácil que ninguém aceita aprender.

Tenho visto muito amor por aí, Amores mesmo, bravios, gigantescos,
descomunais, profundos, sinceros, cheios de entrega, doação e dádiva,
mas esbarram na dificuldade de se tornar bonito. Apenas isso: bonitos,
belos ou embelezados, tratados com carinho, cuidado e atenção.
Amores levados com arte e ternura de mãos jardineiras.
Aí esses amores que são verdadeiros, eternos e descomunais
de repente se percebeu ameaçados apenas e tão somente
porque não sabem ser bonitos: cobram; exigem;
rotinizam; descuidam; reclamam; deixam de compreender;
necessitam mais do que oferecem; precisam mais do que atendem;
enchem-se de razões. Sim, de razões. Ter razão é o maior perigo no amor.
Quem tem razão sempre se sente no direito (e o tem) de reinvindicar,
de exigir justiça, equidade, equiparação, sem atinar que o que está sem razão talvez
passe por um momento de sua vida no qual não possa ter razão. Nem queira.
Ter razão é um perigo:
em geral enfeia o amor, pois é invocado com justiça mas na hora errada.
Amar bonito é saber a hora de ter razão.

Ponha a mão na consciência. Você tem certeza que está fazendo o seu amor bonito?
De que está tirando do gesto, da ação, da reação, do olhar, da saudade,
da alegria do encontro, da dor do desencontro, a maior beleza possível?
Talvez não. Cheio ou cheia de razões, você espera do amor apenas aquilo
que é exigido por suas partes necessitadas, quando talvez dele devesse pouco esperar,
para valorizar melhor tudo de bom que de vez em quando ele pode trazer.
Quem espera mais do que isso sofre, e sofrendo deixa de amar bonito.
Sofrendo, deixa de ser alegre, igual criança.
E sem soltar a criança, nenhum amor é bonito.
Não tema o romantismo. Derrube as cercas da opinião alheia.
Faça coroas de margaridas e enfeite a cabeça de quem você ama.
Saia cantando e olhe alegre.
Recomendam-se: encabulamentos; ser pego em flagrante gostando;
não se cansar de olhar, e olhar; não atrapalhar a convivência com teorizações;
adiar sempre, se possível com beijos, “aquela conversa importante que precisamos ter”,
arquivar se possível, as reclamações pela pouca atenção recebida.
Para quem ama toda atenção é sempre pouca.
Quem ama feio não sabe que pouca atenção pode ser toda atenção possível.
Quem ama bonito não gasta o tempo dessa atenção cobrando a que deixou de ter.
Não teorize sobre o amor (deixe isso para nós, pobres escritores que vemos a vida
como criança de nariz encostado na vitrine, cheia de brinquedos dos nossos sonhos):
não teorize sobre o amor, ame. Siga o destino dos sentimentos aqui e agora.

Não tenha mêdo exatamente de tudo o que você teme, como: a sinceridade;
não dar certo; depois vir a sofrer (sofrerá de qualquer jeito); abrir o coração;
contar a verdade do tamanho do amor que sente.

Jogue pro alto todas as jogadas, estratagemas, golpes, espertezas,
atitudes sabidamente eficazes (não é sábio ser sabido): seja apenas você no auge
de sua emoção e carência, exatamente aquele você que a vida impede de ser.

Seja você cantando desafinado, mas todas as manhãs. Falando besteiras,
mas criando sempre. Gaguejando flores. Sentindo o coração bater como no tempo
do Natal infantil. Revivendo os carinhos que instruiu em criança.
Sem mêdo de dizer, eu quero, eu gosto, eu estou com vontade.

Talvez aí você consiga fazer o seu amor bonito, ou fazer bonito o seu amor,
ou bonitar fazendo seu amor, ou amar fazendo o seu amor bonito
(a ordem das frases não altera o produto),
sempre que ele seja a mais verdadeira expressão de tudo o que você é e nunca,
deixaram, conseguiu, soube, pôde, foi possível, ser.

Se o amor existe, seu conteúdo já é manifesto.
Não se preocupe mais com ele e suas definições. Cuide agora da forma.
Cuide da voz. Cuide da fala. Cuide do cuidado. Cuide do carinho. Cuide de você.
Ame-se o suficiente para ser capaz de gostar do amor
e só assim poder começar a tentar fazer o outro feliz.

                                                            (Arthur de Távola)

Doidas e Santas



“Toda mulher é doida”. Impossível não ser. A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem amor, a vida não vale a pena ser vivida, e dá-lhe usar nosso poder de sedução para encontrar 'the big one', aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão jamais... Uma tarefa que dá para ocupar uma vida, não é mesmo?
Eu só conheço mulher louca. Pense em qualquer uma que você conhece e me diga se ela não tem ao menos três dessas qualificações: exagerada, dramática, verborrágica,
Maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante. Pois então. Também é louca. E fascinante.
Nossa insanidade tem nome: chama-se Vontade de Viver até a Ultima Gota. Só as cansadas é que se recusam a levantar da cadeira para ver quem está chamando lá fora.
E santa, fica combinado, não existe. Uma mulher que só reze que tenha desistido dos prazeres da inquietude, que não deseje mais nada? Você vai concordar comigo:
“Só sendo louca de pedra.”



         Trecho da crônica. "Doidas e Santas" de Martha Medeiros


Quebra cabeça


Aprendi que a vida é simplesmente um quebra cabeça, onde você precisa ter calma para encontrar as peças que restam, agilidade para encaixá-las perfeitamente no lugar adequado e confiança ao buscar a melhor peça. Parece bobagem coisa inútil, mas não. Não é!

Fico observando algumas pessoas que passam um longo período tentando encontrar a melhor peça, e quando encontram as perdem, seria essa realmente a peça necessária para a vida toda, a mais importante?
Bom... Fica ai um enigma.
Estou em busca da minha peça, aquela se faça o encaixe perfeito, que independente de tudo saiba valorizar as outras peças que já estavam em minha vida, em meu espaço.
Peça essa que faça tudo ter sentido ou até mesmo apareça ter, ainda tenho muito que percorrer para ir ao encontro dessa nova e tão esperada peça. Mas é importante não desvalorizar nada que já foi vivido, seja aquele momento de raiva, decepção, felicidade ou erro, pois, são esses momentos que irão fazer diferença mais tarde.
Quando no presente vai ser possível olhar para trás e dizer : Ops, já fiz uma vez, não deu certo (ou ocorreu como o esperado) então eu não posso insistir no mesmo erro novamente é hora e aprender, (ou/e eu fui feliz com aquela atitude, possivelmente vou ser novamente, posso seguir em paz!).
Desperdiçar um segundo sequer do seu tempo com magoas e rancores é bobagem, quando tudo passar você vai sorrir ou até mesmo dizer VALEU A PENA!
...e eu sigo assim no momento, com um turbilhão de ideias na cabeça, embora elas ainda estejam fora de ordem... Desalinhadas!

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Na vida e no amor, não temos garantias.



Sempre acho que namoro, casamento, romance, tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.
Detesto quando escuto aquela conversa:
- Ah, terminei o namoro...

- Nossa, estavam juntos há tanto tempo...

- Cinco anos.... que pena... acabou...

- é... não deu certo...

Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.
Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
E não temos essa coisa completa.
...
Acho que o beijo é importante... e se o beijo bate... se joga... se não bate... mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.
Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer.
Não brigue, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvidas, problema dela, cabe a você esperar... ou não!
Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto.
Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta. Nada de drama.
Que graça tem alguém do seu lado sob pressão?
O legal é alguém que está com você, só por você. E vice-versa. Não fique com alguém por pena. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós.
Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.
Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?
Gostar dói. Muitas vezes você vai sentir raiva, ciúmes, ódio, frustração... Faz parte. Você convive com outro ser, um outro mundo, um outro universo.
E nem sempre as coisas são como você gostaria que fosse... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.
Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.
Na vida e no amor, não temos garantias.

...

Arnaldo Jabour

O que é amor...

                                                             

                                                 

     Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: - pode ser a pessoa mais importante de sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: - pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba, - existe algo mágico entre vocês.

Se os corpos se atrairem loucamente, se a química da pele permanecer antes, durante e depois de fazerem amor, acredite: vocês são almas afins.

Se fazer amor for muito mais do que fazer sexo, se o prazer não for só um momento e se depois vocês dormirem abraçados, entrelaçados até o amanhecer e o dia, aceite: - algo de muito importante está acontecendo na sua vida.

Se acordar no meio da noite e sentir vontade de observar a pessoa dormindo, sentir a respiração, tentar adivinhar o que ela está sonhando e, neste momento, sentir vontade de beijá-la com carinho, e essa pessoa, mesmo dormindo, retribuir, assim, meio inconsciente, fique feliz: - vocês já são um do outro, inteiramente...

Se o primeiro e o último pensamento de seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça; - Deus te mandou um presente divino – o Amor!

Se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro por algum motivo e em troca receber um abraço..., um sorriso..., um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: - vocês foram feitos um para o outro...

Se por algum motivo você estiver triste, e a outra pessoa sofrer com o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa: - você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida!

Se você conseguir, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado... Se você ... conseguir saber o que está incomodando a pessoa, mesmo que aparentemente esteja tudo bem...se você souber exatamente o momento do filme em que ela vai estar chorando, mesmo sem olhar para ela... Se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos...Se você não consegue andar pelas ruas, sem deixar de segurar na mão da outra, mesmo que um poste atravesse os dois ao meio... Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado... Se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, ter a convicção que vai continuar louco por ela... Se você preferir morrer, antes de ver a outra pessoa partindo: - é o Amor que chegou na sua vida! É um presente de Deus! É uma dádiva!

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro. Ou as vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o Amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente.

Por isso, preste atenção nos sinais: - não deixe que as loucuras do dia a dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: o AMOR!!!

                                                                                          Carlos Drummond de Andrade

Sonhar é preciso

                                               


Somos do tamanho de nossos sonhos. Há em cada ser humano um louco e um santo...

É preciso agora resgatar esse idealista que ocultamente somos, ainda que nossos barcos não cheguem à parte alguma, apesar de não existirem sequer moinhos de vento.

Senão termos matado definitivamente o louco e o santo que são o melhor da nossa juventude; Senão teremos demitido nossas esperanças.

O homem livre num universo sem fronteiras.

Utopias? Talvez sonhos irrealizáveis de um ser menor, mas convicto de que nada vale a pena, se a alma é mesquinha e pequena.

Um mal que nos consome

                                                      

Estamos no século XXI onde a tecnologia é a principal aliada do nosso dia-a-dia e também de nossa saúde, mas ainda que tudo isso nos deixe mais otimistas, muitas vezes o sofrimento e a angustia deixa o ser humano vulnerável a qualquer noticia que abale o seu emocional...

Ele quando benigno tem cura e se maligno possui um tratamento eficaz...

O câncer é uma doença que se inicia com um tumor pequeno ou não que se dá na região de qualquer órgão ou membro do corpo humano, e quando descoberto a tempo tem cura ou tratamento...

Essa doença abala cerca de 70% da população brasileira, uma vez que essa doença pode ser genética ou surgir devido ao consumo de alguma substância tóxica agravante.

Com por exemplo o tabaco e bebidas alcoólicas.

E é necessário estar sempre alerta quanto a essa doença, pois ela não tem cara nem avisa quando vai chegar.

A maioria das mulheres tem vergonha de optar pelo tratamento adequado, já que o câncer de mama, quando maligno ou se tomado por uma maior parte do seio,é necessário à amputação, e pela vaidade certas mulheres se recusam a essa amputação com medo de perder seus parceiros e acabam entrando em uma profunda depressão por não se acharem mais bonitas ou por não se sentirem úteis já que estão sem um de seus seios.

Os cânceres mais freqüentes são os de próstata(Órgão genital do homem), câncer de mama, câncer no ovário, câncer no estomago, câncer de pulmão, e o câncer no esôfago(mais conhecido como câncer na garganta).

O enfermo precisa de muito apoio de todos ao eu redor,essa doença é de difícil aceitação e quando todos procuram entender,a cura ou melhora do paciente é mais rápida e animadora...

O psicológico dos envolvidos nesse caso deve estar preparado.

O câncer pode em alguns casos não ter cura ,mas é sempre bom lembrar que possui tratamento...





(Por Viviane Oliveira)...

O tempo parece voar quando estamos perto dos verdadeiros amigos...


Mas se olharmos para trás e relembrarmos todos os acontecimentos,veremos quantas coisas foram vividas nesse pouco tempo de amizade...

Veremos o quanto já choramos(hiii....isso só eu sei dizer..rs),sorrimos,nos enfurecemos,o quanto já caímos(eh...faz parte..hehehe..puft)...

E o quanto já pareceu que perdemos...o quanto crescemos...

E pode até parecer confuso,mas em mais ou menos um ano,a nossa amizade já passou por tudo isso,os momentos alegres tomaram e sempre tomarão a maior parte do tempo de nossa vida com o decurso dessa grande e singela amizade.

Tu és um amigo verdadeiro,pra todas as horas,e que não tem medo de dizer o que pensa,e foi exatamente assim que vc conquistou a mha confiança ,e sempre me dando conselhos nos momentos mais dificeis,quando eu achava que iria desmoronar, me ajudando a dar volta por cima e tomar decisões difíceis ,porém fundamental para que eu pudesse ‘‘crescer’’ e enxergar as situações com outros olhos.

Sério mesmo....vc é MARA !

E tenho a certeza de que a nossa amizade irá se fortalecer mais e mais a cada dia,e que esse vínculo de imensa amizade ultrapasse as barreiras da vida...

Um segundo, apenas um segundo e tudo se vai.


        Pensava eu que tudo era para sempre, pois é, doce ilusão, ou melhor, a ilusão foi amarga!
E a solidão agora faz parte do meu dia a dia, posso estar rodeada de pessoas, mas a falta de um único ser me consome. São amores que vem e vão, que entram pedindo licença... E se abrigam em nossa vida de uma forma inexplicável.
Vivi em plena felicidade amorosa, é vivi...
Já me feri com outros amores, já levantei e fui à luta e amei novamente... Hoje decidi que o amor que me encontrará, sem o menor esforço meu.
Tudo isso é consequência de um erro que eu cometi com quem eu mais amava e ainda amo. Calei-me para não vê-lo sofrer, poupando-o assim de mágoas.
Ruunff...e sem notar esse meu ‘‘silêncio’’ destruiu tudo entre nós, todas as nossas forças, disso tudo só restam as lembranças do que se foi...e a dor que ficou.
Dizem que o tempo cura tudo, não creio, prefiro afirmar que o tempo não cura nada, o tempo apenas desloca o incurável do centro das atenções.
Amamos outra pessoa, mas as lembranças vividas que foram deixadas de lado nunca morrerão. Fato...
Mas ame-as com toda a  força e lembre-se de que amar também é perdoar!